JAMES BAY

James Michael Bay, conhecido pelo seu nome artístico James Bay, é um cantor, compositor e guitarrista inglês. Nascido no dia 4 de setembro de 1990 na pequena cidade de Hitchen, na Inglaterra, conquistou maior destaque no cenário musical após o lançamento do single intitulado Hold Back de River em 2014. O single faz parte de seu primeiro álbum de estúdio Chaos and The Calm (2015), recebendo no total 4 certificados de ouro e 10 de platina.

Com apenas 11 anos de idade, James foi inspirado a tirar a poeira de uma guitarra clássica guardada embaixo das escadas de sua casa após ouvir a canção Layla de Eric Clapton. Considerado jovem o suficiente para aprender como tocar o instrumento apenas com a ajuda de vídeos no Youtube, James passava horas praticando em seu quarto.

Apesar disso, seu trabalho com a música teve início somente alguns anos depois, com James tocando nas ruas. Com isso, as portas para o ínicio de sua carreira se abriram para o artista, pois o cantor conseguiu chamar a atenção da gravadora Republic Records através de vídeo gravado e publicado por um fã no Youtube, onde James tocava em ruas de Londres.

Da mesma gravadora fazem parte artistas como Florence and The Machine, Lorde e James Blake. Em uma semana, o cantor já havia assinado contrato com a gravadora, onde está vinculado até hoje.

 

Vida Pessoal:

Filho de Nick e Jill Bay, que sempre o apoiaram em sua carreira musical, James tem como irmão Alex Francis Bay, que também é cantor. Após mudar de cidade para estudar em Brighton, a prática e a experiência em tocar nas noites de microfone aberto ao público da cidade foram como uma educação superior para ele, onde o mesmo afirma que isso o ensinou muito sobre escrever letras e se apresentar sozinho.

Tendo como inspiração músicos como Bruce Springsteen, Michael Jackson, The Rolling Stones, Stevie Ray, Ronnie Wood, John Mayer, Ben Howard e Eric Clapton, James, além de integrar o mundo da música, também gosta muito de desenhar e pintar.

O cantor já lançou uma linha de roupas desenhadas por ele em parceria com a Topman. Segundo ele, a coleção foi feita destinada para a nossa geração, e carrega a mensagem “Let’s be incomplete”, que também está presente em Chaos and The Calm, na faixa intitulada “Incomplete”. Segundo Bay, a ideia de perfeição e de estar completo não é real.

Sua assinatura e imagem artística foram construídas com um chapéu, que assim como seu cabelo longo, sempre fez parte do seu estilo. No entanto, o lançamento de seu novo álbum chamado Electric Light (2018) trouxe consigo uma nova era e um novo visual para o cantor, assim como um som totalmente diferente do que estava presente em seu último álbum até então.

 

Carreira

Antes da estreia de seu primeiro álbum de estúdio, James já havia lançado quatro EPs: The Dark of the Morning (2013), Let It Go (2014), Hold Back the River (2014) e Other Sides (2015). Logo após o lançamento do primeiro EP, James já estava esgotando sua primeira turnê solo no Reino Unido, enquanto Let It Go estreou entre os dez melhores álbuns do iTunes. A música que deu título ao EP chegou ao 10º lugar nas paradas britânicas.

Em 2015, o álbum Chaos and The Calm finalmente chegou às lojas, e James obteve ótimos resultados através dele, pois o disco estreou como número um no Reino Unido, e esteve no Top 20 da Billboard 200. Além disso, seu single Hold Back The River alcançou o número 2 das paradas do Reino Unido.

Seu mais recente disco chamado Electric Light foi lançado em maio de 2018. O álbum contém músicas diferentes das quais o cantor costumava tocar até então, porém o mesmo conseguiu bater o recorde de Chaos And The Calm, sendo número 1 no iTunes de 10 países diferentes.

 

Partipações e prêmios

James já participou da turnê do Kodaline (2013) e do Hozier (2014). O cantor é muito próximo de George Ezra e, recentemente, também fez parceria com Alicia Keys nos palcos do The Voice 2018, onde cantaram juntos a música Us, que integra o álbum Electric Light. James já cantou com Ed Sheeran, Shawn Mendes e também Love Yourself com Justin Bieber, performance que fez parte da cerimônia do Brit Awards 2016, onde Bay recebeu o prêmio de Melhor Artista Solo Britânico Masculino.

Além desse prêmio, James carrega consigo outros seis prêmios, incluindo categorias como Escolha da Crítica (2015), Artista Solo (2015), Novo Ato (2015), Melhor Artista Solo (2016), Melhor Trabalho Apresentado (2016) e Artista Revelação (2016).

 

Conheça a discografia e a lista de prêmios obtidos por James Bay.