7thmanmagazine: O que te fez querer trabalhar com a Topman?
James: Quando eu tiha 15 anos, todas minhas roupas eram rasgadas por causa do skate… E desde que eu entrei na loja da Topman, na rua Oxford eu me apaixonei pelas roupas. Quando eles me perguntaram se eu queria trabalhar com eles, foi uma resposta bem óbvia e sem pensar duas vezes.

7thmanmagazine: Qual a sua peça favorita da coleção?
James: Essa é uma pergunta difícil. Eu amo todas ela. Mas estou bem animada com a jaqueta de lantejoulas.

7thmanmagazine: Como você descreve seu estilo?
James: É bastante orgânico, se assim posso dizer. As mesmas roupas que eu uso nos palcos, eu uso em casa. Sempre estou de jeans e casacos de alta costura. Sempre preferi botas à sapatos de baixa costura.

7thmanmagazine: Como você iniciou este processo de design?
James: Foi um processo fácil e que fluiu desde o início. Eu estava esboçando idéias antes mesmo da reunião com a Topman.

7thmanmagazine: O que você diria que são os maiores critérios de sua carreira?
James: Dado que eu ainda estou no começo da minha carreira, shows esgotados foi o que consegui até agora e que digo que é muito importante para mim. De um pub em Londres para o Radio City em Nova York, 3 noites na Brixton Academy e 4 shows esgotados em Hammersmith são coisas maravilhosas.

7thmanmagazine: Com quem você gostaria de colaborar musicalmente?
James: No momento? Ninguém. Estou bem agora, apenas extraindo minhas próprias ideias e usando toda minha criatividade. Mas talvez eu comece a pensar em colaborações legais.

7thmanmagazine: Uma coisa aleatória que você sempre carrega com você?
Topman: Curiosidade. Nunca se sabe, né… (risos)

Fonte | Tradução e adaptação: Equipe James Bay Brasil – Não reproduzir sem os créditos.