17
11

Depois de ganhar o prêmio de Melhor Artista Solo de 2016 no Q Awards, James Bay estará entre os destaques da Q Magazine (como edição especial). Na revista, ele conta sobre os seus melhores momentos desse ano, e conta como foi cantar com um dos seus maiores ídolos.

TOCAR NO GRAMMY l CONHECER DAVE GROHL

Na noite do Grammy, eu iria tocar com a minha amiga Tori Kelly e estava muito nervoso. Decidi andar pelos bastidores para me acalmar e dei de cara com o Dave Grohl! Ele disse: “Ei, eu conheço você!”. Ele tentou apertar minhas mãos, mas eu tinha acabado de sair do banheiro com as mãos molhadas e disse: “Sinto muito! Minhas mãos estão molhadas porque fui ao banheiro e não tinha papel.” risos Ele foi muito profissional! Depois disso, eu me acalmei e é só o que eu lembro daquela noite. 

DUETO COM JUSTIN BIEBER

Meu pequeno dueto com o Bieber foi divertido. O Justin Bieber tem muitas pessoas ao redor para se certificarem que as coisas funcionem bem, e eles fazem jus porque tudo é maravilhoso. Tínhamos 90 segundos para cantar Love Yourself e mesmo com tanto pouco tempo pra estudar a música, o JB conseguiu deixar o tom da música para combinar com o tom da minha guitarra. Foi ótimo!

CANTANDO COM WAYNE ROONEY E GARY NEVILLE

Eu cantei com eles num evento de caridade na Inglaterra. Enquanto o Wayne cantava Hold Back The River comigo, Gary tocava guitarra. O Wayne tem um amor incrível pela música e o Gary ficou maravilhado com tudo, mesmo estando nervoso. O Pelé, que disse que amava minha música, estava lá também e acho que um jogo nunca foi tão difícil quanto cantar e tocar pra tantos críticos que nem aquele dia. 

 

Para visualizar as scans da revista, é só clicar nas miniaturas abaixo:


continue lendo
James Bay Brasil 2019 | layout criado e desenvolvido por Lannie D. | Hosted by Flaunt | Visitas: | Online: